E-mail Marketing

Como criar uma newsletter de sucesso e garantir que ela seja lida

Se você chegou até aqui, temos a certeza que quer descobrir como fazer uma newsletter ter um grande sucesso sendo lida por todos os assinantes, não é mesmo?!

Separamos algumas estratégias que vão ajudar a otimizar o seu desempenho nisso. Anota aí!

E-mail Marketing vs Newsletter

Primeiramente, precisamos deixar claro que um e-mail marketing não é apenas aquele e-mail comercial que sempre tá lá, enchendo a nossa caixa de entrada querendo vender algum produto.

É aí que entra a newsletter… existem alguns outros formatos de e-mail marketing com utilizações específicas para cada etapa do funil de vendas.

Com o e-mail marketing, podemos enviar vários formatos de e-mails da sua empresa, como ofertas, newsletters, avisos, entre outros.

Esses conteúdos impactam diretamente quem está recebendo a mensagem.

Afinal, ele é uma forma direta de atrair o público para o seu site, estimulando algum download de materiais para a captação de leads.

Através disso conseguimos mostrar todas as novidades que sua empresa pode oferecer a ele, distribuindo o melhor conteúdo possível.

Já a newsletter, é uma das variações do e-mail marketing. São e-mails com atualizações semanais ou quinzenais de algo.

Mas, como assim?

Por exemplo, sua empresa possui um blog? Aí podemos dizer que ela é uma opção mais informativa e periódica, mantendo sempre um foco: ter uma relação e vínculo com o seu público.

Aqui nosso objetivo pode ser informar as últimas notícias do blog. Saiu post novo? Lá vai uma newsletter fresquinha para a caixa de entrada do seu cliente!

Qual o objetivo disso tudo? Precisamos manter os leitores engajados e envolvidos com a sua marca/empresa.

Já avisamos aqui no blog e vamos ressaltar novamente: nunca se esqueça… o e-mail marketing não faz milagre sozinho. Você vai precisar de uma boa estratégia de marketing (lá embaixo a gente vai te dizer que não é apenas sorte também! :P)

Quer descobrir como fazer isso? Corre pra esse artigo aqui.

Resumindo então, o propósito é trazer um resultado positivo para a sua empresa no Marketing Digital. Facinho, né? 😉

Sorte? Nem tanto!

Bom, temos que garantir que os seus e-mails sejam abertos e lidos. Esse é o objetivo.

Só assim podemos mensurar se o conteúdo que estamos enviando a uma base é relevante ou não (ou se há problemas de conversão).

Mas isso não é só sorte. Abaixo vamos continuar citando algumas dicas que poderão te ajudar! 😉

Defina qual será sua base de e-mails

Quando uma pessoa assina uma newsletter, seja no seu blog, em um hotsite, em um app do Facebook ou por meio de qualquer outro canal, ela está autorizando que você, ou melhor, sua empresa entre em contato, certo?

Portanto, você já sabe que ela está interessada. Ou seja, não ouse comprar ou usar uma lista alternativa de e-mails.

Dica: não ouse comprar ou usar uma lista alternativa de e-mails.

Uma lista comprada é invasiva e certamente contribuirá de maneira negativa para a sua estratégia.

Invista em quem você sabe que pode investir na sua marca futuramente.

É assim que você construirá a sua lista de e-mails. Fácil, né? Agora é hora de criar conteúdo relevante pra essa lista!

Bons conteúdos aumentam a lista de e-mails?

Exato. Não precisamos comprar listas prontas ou se desesperar para aumentar a sua lista.

Precisamos apenas criar bons conteúdos e chamar ainda mais quem queremos.

Materiais ricos como eBooks, infográficos e webinars são ótimas opções para esse caso – só não esqueça da landing page!

Depois de desenvolver bons e relevantes conteúdos, podemos usar uma estratégia de divulgação em redes sociais e fóruns especializados para atrair ainda mais contatos.

Criar um conteúdo ideal, no momento certo, para pessoas específicas da sua base é a chave de ouro para converter com suas newsletters.

Aí vai ficar muito mais fácil para desenvolver newsletters para um público específico. 😉

Design: fixe os olhos de quem vê

Aqui você já sabe, né… aposte em algo mais leve, clean e sem frescuras. Seja objetivo – no texto e no layout.

Crie algo que alguém pare, olhe e não desvie o olhar. Você precisa que essa pessoa se interesse no seu conteúdo.

Lembre-se de que todas essas pessoas da sua lista de e-mails pediram para receber seu conteúdo, portanto, não desperdice essa oportunidade.

Comece pelo principal: crie um título ou uma chamada atraente.

Afinal, isso também garante que a sua mensagem será lida – ao conectar-se com o leitor e convencê-lo a abrir o e-mail.

Você pode ser direto, transmitir uma certa urgência e usar palavras fortes que falam diretamente com quem está lendo.

Precisamos criar algo que instigue a curiosidade do leitor. Mas não seja chato, não passe dos 70 caracteres, beleza?

Ah, outra dica! Anota aí: você pode apostar no responsivo também. Afinal, na correria do dia, muita gente vai abrir o seu e-mail no trânsito, por exemplo. E aí haja dados da Internet para abrir algo não responsivo, né?

Não desista do seu lead

Sabe como fazer isso? Devemos ter continuidade de conteúdo na newsletter. Por exemplo, passe a sensação de uma continuidade dividindo o seu conteúdo em duas partes.

Se você seguir nossas dicas anteriores e conseguir fixar os olhos na primeira newsletter, é facinho atrair para a segunda.

Mande um e-mail com um bom conteúdo hoje e outro daqui dois dias. Algo que fale sobre um “bônus”.

Comece o e-mail com: “Ah, fulano, tinha esquecido de te contar isso!”. É sucesso garantido na taxa de conversão. 😉

Porém, se você for mudar de assunto, tome cuidado!

Temos que dar tempo para o assinante digerir o primeiro e-mail. Não vamos lotar a caixa de entrada dele. Isso com certeza o afastará.

É isso! Viu como fazer uma boa newsletter pode garantir uma boa taxa de abertura? Agora a newsletter de sucesso só depende de você. 😉

Quer aprender um pouco mais a fundo sobre Automação de Marketing?

Baixe agora o nosso Guia para Iniciantes!

2